Deixe seu Ubuntu ainda mais rápido

O Prelink é um software livre e destina-se a aceleração de um sistema...

Como Instalar e Atualizar o Adobe Flash Player no Ubuntu

No post de hoje vejá Como Instalar e Atualizar o Adobe Flash Player no Ubuntu.
Se você gosta de se divertir com jogos ou assistir a vídeos pela internet, talvez já tenha recebido a notificação para instalar o Adobe Flash Player no seu computador para que seus programas pudessem rodar perfeitamente.
Adobe Flash Player é um plugin multiplataforma, baseado em navegador, que permite a exibição de conteúdos e vídeos.

Deixando o Ubuntu ainda mais rápido

Para quem ainda não conhece, o Prelink é um software livre escrito por Jakub Jelínek da Red Hat para sistemas operacionais compatíveis com o POSIX, principalmente o GNU/Linux, porque ele modifica executáveis ELF. Ele destina-se a aceleração de um sistema, reduzindo o tempo que um programa precisa para iniciar.
Resumindo, o Preload tem a função de memorizar os programas que você mais usa e com isso tornando a abertura dos mesmos mais rápida.

Ubuntu Budgie o mais novo sabor Ubuntu

O Ubuntu Budgie Remix existia como uma iniciativa comunitária, quando Mark Shuttleworth demostrou-se interessado em torna-lá uma derivação oficial do Ubuntu.
Assim, depois de muito, muito, muito trabalho

Como saber qual distro estou usando pelo terminal

Dica rápida...Mas que com certeza um dia você vai precisar... Para ver no terminal informações como o nome e a versão da distribuição, bem como a versão do kernel.
Para isso abra o terminal, e digite apenas o seguinte comando:


 lsb_release -a  

A Saída do comando é a seguinte:

Ocultar arquivos e pastas sem renomeá-los no Ubuntu

Já sabemos que no Linux, se você deseja ocultar um arquivo ou pasta para que ele não apareça em seu gerenciador de arquivos ou na listagem padrão do terminal, basta renomeá-lo, adicionando um ponto ( . ) No início do nome do arquivo.

Porém, pode haver situações em que você precisa ocultar um arquivo ou pasta sem renomeá-lo. Por exemplo, quando alguns aplicativos insistem na criação de uma pasta no diretório home
do usuário ou na pasta Documentos (e assim por diante), e por algum motivo eles não podem ser renomeados.

Para essas situações ou qualquer outras quaisquer, há outra maneira de esconder arquivos e pastas ou ao menos impedi-los de aparecer no gerenciador de arquivos. Veja abaixo como fazer...

Para esconder arquivos e pastas sem renomeá-los, basta criar um arquivo chamado “.hidden” (há um ponto na frente de “hidden” de modo que este é um arquivo oculto!) e neste arquivo, digite o nome dos arquivos e pastas que você deseja esconder, cada um em uma linha separada.


Por exemplo: suponha que você tem uma pasta chamada “FOLDER1” e um arquivo chamado “FILE1” em seu diretório home e você quer esconder ambos, sem renomeá-los. Para fazer isso, crie um arquivo chamado “.hidden” em seu diretório home, e neste arquivo, adicione as duas linhas abaixo e salve o arquivo.

 FOLDER1  
 FILE1  

Em seguida, atualize a pasta (F5 ou pressione Ctrl + R) e os arquivos ou pastas devem deixarão de ser visíveis em seu gerenciador de arquivos.

Essa mudança deve funcionar com os gerenciadores de arquivos Nautilus, Nemo, Caja, Thunar (versão 1.6.3 e mais recentes) e Pantheon Files (apenas a partir do Freya), mas podem haver outros softwares que suportem essa modificação.

Vale lembrar que no Thunar você precisará navegar para uma pasta separada para que as alterações sejam aplicadas, pois atualizar a visualização não é suficiente.

Assistir Netflix pelo Firefox no Ubuntu

A Netflix é o principal serviço de streaming do mundo hoje, com aplicativos para as mais variadas plataformas e sistemas. Contudo, Se você é usuário do Firefox e tem de usar o Chrome para assistir o Netflix no Linux, este post é pra você...
Conforme prometido pela Fundação Mozilla, finalmente o Firefox recebeu o suporte para vídeos em HTML5 protegidos por DRM,
o que significa que já é possível assistir Netflix nesse navegador.

Mas antes de ir abrindo o Netflix pelo Firefox, dê uma olhada nas instruções abaixo e veja o que é necessário para o Netflix funcionar no Firefox.

1. Abra o Firefox e clique dentro da caixa de endereço do navegador e digite “about:preferences” (sem as aspas) e tecle enter. Na tela que se abrirá, clique na guia “Conteúdo” e marque a opção “Reproduzir com DRM”;

2. Clique dentro da caixa de endereço do navegador. Digite “about:config” (sem as aspas) e tecle enter. Clique no botão “Eu aceito o risco!”; ou " Serei cuidadoso prometo".

3. No campo de pesquisa, procure por general.useragent.override. Se não encontrar, clique com o botão direito do mouse na parte interna do Firefox. No menu que aparece, clique em “Nova preferência” e depois em “String…”;

4. Na pequena janela que será exibida, digite “general.useragent.override” e clique no botão “OK”;

5. Na próxima tela, digite ou cole o seguinte texto e clique no botão “OK”: Linux / Chrome 53: Mozilla/5.0 (X11; Ubuntu; Linux x86_64) AppleWebKit/535.11 (KHTML, like Gecko) Chrome/53.0.2785.34 Safari/537.36

6. Agora feche o navegador e abra novamente. Acesse o Netflix, logue-se e...
Pronto! Agora você já pode assistir filmes e séries do Netflix pelo Firefox no Ubuntu.

Instalar o Cliente FTP FileZilla no Ubuntu manualmente

O FileZilla é um cliente FTP gráfico, de código aberto e multi plataforma e que suporta FTP, SFTP e FTPS (FTP sobre SSL/TLS). Além de estar disponível em 40 idiomas (incluindo o português), o cliente é bem didático, com ícones que facilitam seu manuseio.
Entre seus recursos, um destaque é a capacidade que o FileZilla tem de resumir a transferência de arquivos grandes — até mesmo maiores que 4 GB.
Também se deve destacar a possibilidade de configuração dos limites de velocidades das transferências, para que o cliente não consuma toda a sua conexão com a internet.

O FileZilla também disponibiliza o sistema drag and drop (arraste e solte), o que facilita a interação com o ambiente. Outro destaque são os marcadores, que facilita a sua vida caso você precise acessar arquivos em diferentes pastas.

Para instalar a versão mais recente do FileZilla no Ubuntu, faça o seguinte:

1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);

2. Caso já tenha feito alguma instalação manual, apague a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

 sudo rm -Rf /opt/filezilla*  

 sudo rm -Rf /usr/bin/filezilla  

 sudo rm -Rf /usr/share/applications/filezilla.desktop  

3. Verifique se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, abras as “Configurações do Sistema” e clique em “Detalhes”. Ou se preferir, use o seguinte comando no terminal:

 uname-m  

 4. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o FileZilla caso o link esteja desatualizado baixe diretamente a partir deste Link no site oficial:

 wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/project/filezilla/FileZilla_Client/3.21.0/FileZilla_3.21.0_i586-linux-gnu.tar.bz2 -O filezilla.tar.bz2  

5. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o FileZilla caso o link esteja desatualizado baixe diretamente a partir deste Link no site oficial:

 wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/project/filezilla/FileZilla_Client/3.21.0/FileZilla_3.21.0_x86_64-linux-gnu.tar.bz2 -O filezilla.tar.bz2  

6. Use o comando a seguir para descompactar o arquivo baixado;

 sudo tar -xjvf filezilla.tar.bz2 -C /opt/  

7. Renomeie a pasta criada. Se ao executar o comando abaixo ocorrer um erro com a mensagem iniciando com “mv: é impossível sobrescrever o não-diretório”, pule este passo;

 sudo mv /opt/FileZilla*/ /opt/filezilla  

8. Finalmente, crie um atalho para facilitar a execução do programa;

 sudo ln -sf /opt/filezilla/bin/filezilla /usr/bin/filezilla  

9. Se seu ambiente gráfico suportar, crie um lançador para o programa, executando o comando abaixo;

 echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=filezilla\n Exec=/opt/filezilla/bin/filezilla\n Icon=/opt/filezilla/share/icons/hicolor/48x48/apps/filezilla.png\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/filezilla.desktop  

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite filezilla em um terminal, seguido da tecla TAB.

Ainda se a sua distribuição suportar, coloque o atalho na sua área de trabalho usando o gerenciador de arquivos do sistema ou o comando abaixo, e use-o para iniciar o programa.

 sudo chmod +x /usr/share/applications/filezilla.desktop  

 cp /usr/share/applications/filezilla.desktop ~/Área\ de\ Trabalho/  

* Caso seu sistema esteja em inglês, use este comando para copiar o atalho para sua área de trabalho:

 cp /usr/share/applications/filezilla.desktop ~/Desktop  

* Para remover o cliente FileZilla no Linux, basta fazer o segundo passo do procedimento anterior.

Instalando Conky no Ubuntu

O Conky é um software livre que mostra as informações do sistema de uma forma completamente personalizável. Permite mostrar a utilização do disco, da memória, do processador, apresentar as horas, a música que se está a ouvir, e-mails e muito mais.
 Ao contrário de muitos programas que mostram as informações através de widgets complexas que utilizam muita memória,
o Conky é renderizado no X, fazendo com que o gasto de recursos seja bastante inferior.

Ou seja, o limite é a imaginação do utilizador, resultando, por isso, áreas extremamente diferentes, bonitas e produtivas, sem que tenha de abdicar de recursos preciosos de RAM e Processador!

Enfim para instalar o Conky no Ubuntu siga os passos abaixo:

1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T)

2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando:
sudo add-apt-repository ppa:conkyhardcore/ppa

3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:
sudo apt-get update

4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;
sudo apt-get install conky-all

5. Agora vamos criar um ficheiro de configuração/personalização do serviço com o comando:.
sudo touch ~/.conkyrc

6. Atribuímos permissão de execução ao ficheiro
sudo chmod +x ~/.conkyrc

A configuração a colocar dentro do ficheiro de configuração depende daquilo que pretende ter no seu conky.

Observação: O procedimento acima foi feito no Ubuntu 14.04.4

Existem vários modelos aqui ( UbuntuForums )

Abaixo o meu atual ;)